Luis, 37 anos, Sumaré/SP

Olá, meu nome é Luís Paulo, vou fazer 38 anos em fevereiro (2010) e moro em Sumaré, região metropolitana de Campinas. Não fumo, não bebo e posso me considerar um atleta amador de mountain bike e ciclismo de estrada, que são esportes incríveis. Também gosto de correr e quero voltar a fazer natação, pois ainda quero participar de um triatlo! Quando comecei a freqüentar a academia, em maio de 2006, e após muita insistência de um colega de trabalho, eu estava pesando 137 quilos, 11 meses depois, após muita atividade física e pouca comida, cheguei aos 81 quilos. Tenho 1,75m de estatura e atualmente meu peso varia de 88 a 90 quilos, mas meu objetivo é chegar novamente aos 82 quilos.

O que te fez querer emagrecer?
Bem, eu era muito complexado e tinha vergonha de ir a lugares públicos, tinha vergonha de sair com a família, de andar pelas ruas, mesmo porque, geralmente após andar por três ou quatro quarteirões, tinha que parar e sentar em algum lugar até que as dores nas costas passassem. Sentia falta de ar enquanto dormia, acordava várias vezes na madrugada totalmente sufocado. Sentia dores no peito e fadiga generalizada, estava morrendo aos poucos. Eu era cmuito frustrado e percebia isso em todos os momentos, principalmente quando entrava em uma loja e não conseguia comprar uma roupa. Eu era um verdadeiro maltrapilho, vivia com as mesmas roupas, muitas vezes roupas rasgadas ou furadas. Outra coisa frustrante era aos domingos assistir o Esporte Espetacular e pensar que jamais iria poder correr, jogar futebol com os amigos, pedalar e etc. Pensar em tentar emagrecer, claro que eu pensava, mas pelas minhas proporções, pelo meu tamanho, aquilo era um sonho completamente impossível. Mas o ponto alto dessa transformação toda foi mesmo à insistência do meu amigo, em acompanha-lo na academia!

Qual o método que você escolheu e por quê?
Em 1994, aos 22 anos, eu pesava 74 quilos, estava sempre praticando alguma atividade física, pedalando ou jogando futebol com os amigos. Em 1996, quando me formei no colégio técnico, eu estava pesando 96 quilos, foi a primeira vez que engordei exageradamente e já não praticava mais atividade física como antes. Um dia, ao assistir um vídeo no qual eu aparecia sem camisa, fiquei em pânico devido ao meu tamanho e decidi que iria emagrecer, voltei a fazer atividade física novamente e controlar a boca. Minha mãe tinha uma esteira em casa e eu a levei para o meu quarto onde assistia tv e fazia caminhada ao mesmo tempo. Além da esteira, eu fazia caminhada no Centro Esportivo aqui de Sumaré, em volta do campo. Num período de três meses cai de 96 para 80 quilos, mas infelizmente, minha alegria durou pouco e em 1997, eu já estava ficando gordinho novamente, talvez por ser ansioso demais. Estava desempregado, e isso me desmotivava muito em relação à prática esportiva, e ainda, aumentava meu apetite. A última vez em que joguei futebol, foi logo que meu filho nasceu, em outubro de 1998, depois disso, nunca mais joguei. A partir daí comecei a engordar, engordar e engordar cada vez mais. Voltei a trabalhar, no entanto, continuava gordinho e não conseguia mais emagrecer! Os anos foram passando, passando e eu engordando cada vez mais, sempre me sentindo muito frustrado com tudo e sempre evitando encontrar antigos amigos e amigas na rua, porque eu tinha vergonha que me vissem daquele jeito. Pois bem, assim que cheguei pela primeira vez na academia, em maio de 2006, o professor veio falar comigo e então, deixei bem claro que minha intenção era tentar emagrecer, que a princípio, eu não iria fazer musculação, iria fazer somente esteira! A musculação comecei a fazer alguns meses após ter eliminado vários quilos.

Como foram suas primeiras idas à academia? Como foi a eliminação de peso? Sentiu muitas dificuldades?
Nos meus primeiros dias de academia estava morrendo de vergonha, pois ali não tinha nenhum outro obeso como era o meu caso. O professor me orientou sobre o funcionamento da esteira e lá fui eu. Percebia pelo reflexo da porta de vidro que as pessoas ficavam me olhando com um certo espanto. Minha vontade era sair dali “correndo” e nunca mais voltar. Mas não foi isso que eu fiz. Tive que mudar a forma de pensar na marra, que vencer meu próprio preconceito, pois até então minha cabeça, meu coração me diziam que eu jamais voltaria a ser uma pessoa normal como qualquer outra, que eu jamais emagreceria e que eu iria morrer daquele jeito. Nos três ou quatro primeiros meses, eu ia à academia totalmente contrariado, não tinha a menor vontade de ir, mas acabava indo. Para piorar ainda mais as coisas, o meu colega, aquele que foi o maior incentivador de um dos acontecimentos mais importantes da minha vida, simplesmente parou de ir depois do terceiro dia. Parece até piada não é mesmo?

Acreditaram em você no começo? Alguém te apoiou?
Olha, no começo, mesmo com o apoio da minha família, nem eu acreditava em mim, ainda mais depois do meu amigo ter desistido! Então pensei em desistir também. Ir sozinho à academia? Não mesmo, já era... Vou desistir! Mas, todas as tardes quando saia do trabalho e seguia à academia, ia o caminho todo cantarolando: você não vai desistir, você não vai desistir, você vai continuar e vai conseguir. Repetia isso várias vezes e também pedia forças superiores para me ajudar a prosseguir, que não me abandonasse. Meus pedidos foram atendidos com certeza, pois continuei e continuei! Logo na segunda semana resolvi me pesar e vi que tinha eliminado 7 quilos! Nossa foi a maior alegria! Simplesmente serviu para me motivar ainda mais. Mas nem tudo foram flores, pois, lembra daquela porta de vidro, que eu via o reflexo das pessoas e etc? Pois é, às vezes eu via meu reflexo ali e ficava imaginando quanto tempo eu levaria para eliminar aquela barrigona. Para piorar ainda mais, o vidro que ficava do meu lado esquerdo, parecia que me deixava ainda mais gordo. Às vezes eu ficava em pânico e desanimado, e foi justamente ai que me veio a idéia de começar a fazer uma dieta radical; não fui ao médico e não tive nenhum tipo de orientação, o que não é recomendado, simplesmente parei de comer. Para não dizer que eu não comia nada, comia durante o dia todo de duas a três barras de cereais e bebia muita água. Somente de noite após a academia é que eu tomava uma sopa de legumes batida no liquidificador. Nossa, era uma tortura! Cortei também doces, frituras e refrigerantes, e assim foi, continuei firme e forte! Não parava com a esteira enquanto minha camiseta gigante e furada, não ficasse totalmente molhada de suor, e assim foi, emagrecendo a cada semana. Logo pensei que dava pra fazer algo mais, então passei a ir ao trabalho caminhando, toda manhã caminhava de 45 a 50 minutos. Já era a caminhada de manhã, dieta durante o dia, esteira e spinning de tarde, e a sopa de legumes de noite. E assim fui, emagrecendo bem, as pessoas da academia vindo me parabenizar, dizendo que quando me viram chegar, não acreditavam que eu ficaria mais do que uma semana treinando. Aos poucos fui aumentando o tempo e a velocidade na esteira, e continuei emagrecendo, estava realmente empenhado a cada dia. Nessas alturas não sentia mais dores nas costas, não sentia falta de ar, e as roupas estavam ficando maiores ainda. Logo pensei que dava pra fazer algo mais, então passei a ir ao trabalho de bicicleta, mas não sem antes passar na academia e fazer 40 minutos de esteira. Também passei a me dedicar à musculação, e nessas alturas já era a pedalada e a esteira de manhã, dieta durante o dia, musculação, esteira e spinning de tarde, e a sopa de legumes de noite. Maravilha, nem acreditava no que estava acontecendo. Depois de uns quatro meses, já tinha perdido uns 30 quilos, então comecei a tentar correr. A primeira vez dei somente uns cinco ou seis passos correndo, mas como tudo balançava, fiquei com vergonha e parei. Finalmente, o dia que eu consegui correr pela primeira vez depois de quase nove anos, corri por aproximadamente 10 minutos. Assim fui, aumentando o tempo e a velocidade na esteira, sem contar que nessas alturas já ia à academia por prazer, já tinha se tornado um habito em minha vida. Muitas pessoas vinham falar comigo, vinham me parabenizar e elogiar, pois, quando me viram chegar pela primeira vez, sinceramente não acreditavam que eu ficaria por muito tempo! Até colocaram uma foto minha na entrada da academia, me parabenizando pelo rápido emagrecimento!

Qual foi a sensação ao sentir que finalmente estava emagrecendo?
Nossa, foi a melhor sensação possível! Sempre que eu passava em frente de alguma vitrine, ficava me olhando e comparando. Era realmente uma felicidade sem igual! Caramba, estava conseguindo!

E quanto ao colega que o convidou para ir à academia e acabou desistindo, conversou com ele sobre o seu emagrecimento?
Após alguns dias de sua desistência, ele foi transferido para outra unidade de trabalho em uma cidade distante, eu nunca mais o vi e ele nem faz idéia de como estou atualmente! Ainda quero poder encontra-lo e agradece-lo pela insistência em me levar à academia!

Quais mudanças na sua saúde você sentiu após o emagrecimento?
As mudanças foram várias, não somente em se tratando de saúde, mas também na questão de sociabilidade! As dores no peito pararam, o cansaço também parou, comecei a fazer novas amizades, as roupas serviam finalmente, enfim, só alegria e muita disposição!

O que faz agora, que antes nunca pensaria em fazer?
Participar de corridas de mountain bike, e chegar na frente de outros atletas que muitas vezes tem metade da minha idade e pesam 20, 25 quilos a menos do que eu!

Quais exercícios físicos você faz atualmente? Como eles contribuem para sua manutenção de peso?
Atualmente faço praticamente os mesmos que fazia antes, ou seja, corro na esteira, faço aulas de spinning, pedalo na ergométrica e faço musculação! Além disso, treino de speed e mountain bike nos finais de semana! Quando ando de mountain bike, geralmente em percurso de terra, ando de 40 a 50 quilômetros, mas quando ando de speed, ando na Rodovia dos Bandeirantes e geralmente, algo entre 60 e 90 quilômetros.

Teve algum tropeço no meio do caminho?
Tive sim, na verdade não foi bem um tropeço! Com o passar do tempo, além de fazer esteira e spinning, passei a fazer também natação, e depois, jiu-jtsu! Já tinha alcançado meu objetivo, já estava participando de corridas de mountain bike, enfim, treinava mesmo pra valer! Acontece que, comecei a me dedicar mais à musculação, e desta forma, ganhei massa magra, fiquei mais forte... Só que meu peso aumentou e meu psicológico, ficou muito confuso! Embora os professores me falassem que eu tinha aumentado meu peso, não significava que eu tinha engordado, pois o músculo pesa mais do que a gordura! Continuei treinando bastante, todos os dias da semana, e aos sábados ou domingos, eu pedalava com os amigos! Não havia descanso, então acabei entrando em um “overtrainning”, um excesso de treinamento, o que me desmotivou muito, pois não queria saber de fazer mais nada! Uma personal me recomendou ficar uma semana longe da academia, sem nenhuma atividade física e então, voltar do zero novamente. Fiz isso, e quando voltei, voltei aos trancos e barrancos, meu peso tinha aumentado novamente, mas mesmo assim, lá estava eu determinado a continuar minha trajetória! Desencanei, passei a treinar moderadamente, comer normalmente também, e mesmo assim, consegui diminuir meu peso!

Como está sua relação com seu corpo agora? Está satisfeito ou ainda pretende mudar alguma coisa?
A minha relação com meu corpo é a mesma, sempre me policiando! Não estou satisfeito com meu corpo, já estive bem melhor quando cheguei abaixo dos 85 quilos, mas isso está na minha meta para janeiro de 2010! Quero voltar novamente a ficar abaixo dos 85 quilos e para 2010, conquistar meu primeiro pódio em um corrida! Torçam por mim...

Como está se alimentando agora? Muito diferente da época do emagrecimento?
Pois é, é justamente esse o meu problema atual, a alimentação! Apesar de eu me policiar absurdamente, nem sempre dá para segurar a boca! Não cometo mais exageros como antigamente, exageros no sentido de ficar sem me alimentar, me alimento normalmente hoje em dia! Mas é isso ai, não pode relaxar e descuidar, tento evitar frituras e refrigerantes.

Tem alguma dica para aquelas pessoas que querem emagrecer e ainda não conseguiram um estímulo?
A se tenho! Primeiramente dê um grito bem alto e com bastante raiva, um grito de liberdade: ahhhhhhhhhhhhhhh! Em seguida, vá para frente do espelho, olhe nos fundos dos seus olhos, te encare e grite novamente: você vai emagrecer sim, você vai ter que emagrecer, eu vou emagrecer! Extravase, destrua as muralhas que te aprisionam, destrua seu preconceito, liberte-se e corra em busca de sua felicidade. Mude sua forma de pensar, mude sua forma de agir e acredite de verdade que você é capaz de mudar sua vida, seja na alegria ou na tristeza, faça chuva ou faça sol, faça frio ou faça calor. Acredite nisso, não deixe para começar uma dieta ou para começar as atividades físicas depois das festas de Natal e Ano Novo, comece já, agora mesmo e você vai conseguir. Este será um grande desafio, se você conseguir vencê-lo nesses dias de festa, terá dado um grande passo!

E para aquelas que já estão em processo de emagrecimento?
Para as pessoas que estão em processo de emagrecimento, parabéns, vocês já devem ter passado por muito do que eu passei, pelas dificuldades e alegrias! Não deixem de compartilhar suas experiências com o máximo de pessoas que vocês puderem.


Alguma coisa mais que você queira contar? Que seja importante? Ou que foi no processo de emagrecimento?
Bom, gostaria de dizer a todas as pessoas que estão na batalha contra a obesidade, que tenham paciência, tenham calma, concentrem-se em seu objetivo, mudem seus hábitos, comam com moderação e pratiquem atividade física! Essa prática prolongará sua vida! Vamos lá, mãos a obra! Dêem o grito de liberdade e literalmente corram em busca do seu objetivo, pois ele está pronto para te receber e te fazer feliz! Gostaria também de agradecer a você Elisiane, pela entrevista e pela sua grande iniciativa! Continue empenhada e determinada em busca de sua felicidade também. Para as pessoas que queiram deixar alguma mensagem de incentivo, para as pessoas que queiram compartilhar sua experiência, ou até mesmo perguntar alguma coisa, façam através do meu orkut! Feliz 2010, um 2010 com muitas conquistas, incluindo a do emagrecimento!




Ocorreu um erro neste gadget